A (teu) gosto

Para ouvir: Eu Sempre Quis – Silva 

Dói uma pouco na alma, querer tanto algo e não a ter. É complicado lidar com as pessoas, que fique registrado. Mas a gente deseja que sempre tenha alguém para falar futilidades e dar gargalhadas. – E se você tem alguém e não tem dado gargalhadas, meu amor, tenha amor, e vá embora.

Permita-se partir no primeiro sinal de desamor. Permita-se insistir quando sentir desejo. Só não permita chorar. Não chore. Por mais que doa, não se entregue as lágrimas. Se entregue de corpo e de alma. E deixe a tua alma sangrar. É assim.

“Gostar não é querer, mas é sempre um bom começo.” Eu vou ligar, vou insistir, vou parecer desesperada. Vou gritar, reclamar, falar besteira, mas não vou chorar. E por fim, eu vou silenciar, me afastar e seguir em frente. Se nada é pra sempre, que a nossa tolice não seja também.  Vou ficar, só mais um pouquinho. Se nada der certo, próximo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s