Destino

O destino de todos é a morte.

Tenho ansiado por dias mais sinceros, por acordar cedo e não precisar me desesperar para tomar café e pegar o ônibus. A gente se dá conta, as vezes, que deixou a correria dos dias levar a sua alma, percebe que já não se entrega de coração nos projetos porque seu coração já está cansado de bater e não chegar em lugar nenhum.

Enquanto eu esperava o próximo trem, uma notícia atraiu a minha atenção, mais um famoso se despedia desse planeta. O destino de todos é a morte, me dei conta. Enquanto esperamos o dia da colação, o almoço ou a viagem perfeita, a vida passa. Várias pessoas partem e pegam o trem com destino ao fim.

Talvez hoje não seja o fim, e talvez ele não chegue nesse ano. Mas cada dia novo é um dia a menos. Viver esperando o amanhã é viver esperando a morte. É preciso lembrar que do dia seguinte só temos um calendário, que o destino é uma surpresa. Entregar o coração enquanto ele pulsa. Respirar fundo enquanto se tem ar no pulmão. Pensar enquanto existe atividade cerebral.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s